O Bebê que está internado na Santa Casa de Campo Grande. Imagem: Alvorada Informa

Rapaz pai da criança, é menor de idade e investigado pela polícia, juntamente com a mãe.

As agressões que levaram uma bebê de um ano e 20 dias ao CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da  revoltaram parte da população de Nova Alvorada do Sul. Investigado pela polícia, o pai da criança está escondido para evitar possíveis reações violentas de moradores do município, distante 115 quilômetros da Capital.

A bebê está hospitalizada na Santa Casa desde a última quarta-feira (25), quando deu entrada com lesões na testa, na nuca e um traumatismo craniano grave. Ela também apresentava trauma antigo na cabeça e rompimento do fígado. Entubada, a bebê segue sob os cuidados da equipe de Pediatria da casa de saúde.

De acordo com a reportagem do Jornal Midiamax apurou que o pai é menor de idade. A mãe, também investigada pelas agressões, chegou a ser levada para Campo Grande e ouvida pela polícia.

Segundo relatos, o casal se instalou há pouco tempo em Nova Alvorada, vindo de Três Lagoas. A irmã do rapaz teria sido a primeira a identificar as agressões na criança e ameaçado acionar a polícia caso os pais não procurassem atendimento médico.

A bebê foi levada primeiramente ao hospital de Nova Alvorada do Sul, já bastante debilitada. A equipe da casa de saúde relatou o caso ao Conselho Tutelar do município, que acompanha a história.

As agressões são investigadas pela Delegacia de Polícia Civil de Nova Alvorada. A Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) presta apoio. Não há confirmação de prisões até o momento.

Muito triste uma criança que não oferece nenhum tipo de perigo para ninguém ser agredida de forma tão covarde e desumana.

Da redação do Lei e Politica por Carlindo Medeiros