A 2ª DP elucidou homicídio consumado em desfavor de um jovem, de 18 anos, ocorrido em outubro de 2017, no Parque Nacional de Brasília. O corpo foi localizado em avançado estado de decomposição e ocultado em uma vala coberto por folhagens. O crime foi cometido por motivo torpe, mediante emboscada, em razão de desentendimento financeiro.

Segundo apurado, um dos autores convidou a vítima para fumar maconha, oportunidade na qual desferiu um tiro por trás da cabeça da vítima e mais três em seu tórax. O atirador, com o auxílio de outras duas pessoas, sendo um deles menor de idade, arrastou o corpo da vítima, onde o ocultaram, sendo localizado três dias após o crime. O fato foi praticado por três rapazes, sendo dois deles irmãos, um deles menor de idade.  O adolescente encontra-se apreendido em centro próprio para menores. O atirador foi preso no Estado do Paraná, no entanto, o terceiro coautor, JONATHAN AZEVEDO DA SILVA, vulgo Gordo, de 23 anos, encontra-se foragido.

Tendo em vista a ordem pública a garantia da instrução criminal e, ainda, o fato ter sido de grande repercussão, além da gravidade do delito e da periculosidade do agente, solicita-se que a fotografia do acusado seja divulgada nos meios sociais para colaboração da sociedade em sua prisão, mediante denuncia pelo 197 ( ligação gratuita).

Ressalta-se que, a genitora da vítima já tomou ciência da necessidade de sua apresentação, bem como seu patrono, todavia até o momento, Jonathan encontra-se em local incerto.

 Os autores responderão pelo crime de homicídio duplamente qualificado (12 a 30 anos), ocultação de cadáver (1 a 3 anos) e corrupção de menores (1 a 4 anos).

 A fotografia do autor poderá ser solicitada pessoalmente à autoridade policial da 2ª DP (Asa Norte).

Assessoria de Comunicação/DGPC

#PCDFemAção

PCDF, excelência na investigação 

Portal de notícia: sertanejotop10.com.br

ivansertanejotop10@gmail.com

Fone 61 996952912