Foto: Silvio Abdon/CLDF

Cerimônia de posse marcou a primeira reeleição na CLDF, com a recondução do presidente, Rafael Prudente, do vice-presidente Delmasso, dos secretários da Mesa Diretora, Iolando e Robério Negreiros. Reginaldo Sardinha, terceiro-secretário, é o novo nome na Mesa Diretora.

A Mesa Diretora que estará à frente dos trabalhos da Câmara Legislativo no biênio 2021-2022 foi empossada nesta sexta-feira (1º) em solenidade “híbrida”, com parte dos parlamentares e convidados no plenário e outros participando por meio de videoconferência. A sessão de posse dos membros titulares e suplentes, do corregedor e ouvidor da CLDF, foi presidida inicialmente pelo vice-presidente, deputado Delmasso (Republicanos), e contou com a presença do governador Ibaneis Rocha e de representantes dos vários poderes, como de secretários do GDF, administradores regionais, presidentes de empresas públicas, dirigentes de entidades religiosas e empresariais.

Após a execução virtual do Hino Nacional pela Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro – sob a regência do Maestro Claudio Cohen, que esteve presente à cerimônia –, o primeiro secretário da CLDF, Iolando Almeida (PSC), leu o termo de posse do presidente Rafael Prudente (PMDB) e do vice, deputado Delmasso, que foram reeleitos, juntamente com o próprio Iolando e o deputado Robério Negreiros (PSD), segundo secretário. O deputado Reginaldo Sardinha (Avante) foi empossado como titular da Terceira Secretaria. E ainda, o deputado Fernando Fernandes (Pros), na Ouvidoria, e o deputado Hermeto (MDB) para o cargo de corregedor. Como suplentes, tomaram posse os deputados Jorge Vianna (Podemos), do primeiro secretário; deputado Agaciel Maia (PL), do segundo; e deputado Hermeto (MDB), do terceiro.

Além de autoridades, como o deputado federal Júlio Cesar (Republicanos) e o desembargador Sebastião Coelho, e dos representantes de diversas entidades, familiares dos parlamentares também acompanharam a cerimônia. Entre eles, o ex-deputado distrital Leonardo Prudente pai do atual presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente, que já ocupou o mesmo cargo do filho na CLDF. Após as formalidades da posse, Rafael Prudente foi o primeiro a discursar. Em seguida, foi ouvido o pronunciamento do governador. Depois, os agradecimentos dos parlamentares empossados (leia abaixo). A palavra também foi facultada aos demais distritais e autoridades presentes

Entre os vários agradecimentos feitos, o reeleito vice-presidente da CLDF, deputado Delmasso (Republicanos), agradeceu “a oportunidade de voltar a trabalhar junto na Mesa Diretora”. “Quando assumimos, há dois anos, a Câmara Legislativa era uma das Casas mais atrasadas e hoje é considerada uma das mais avançadas, do ponto de vista de inovação e tecnologia”, apontou. Entre as medidas implantadas em sua gestão, o distrital destacou o trabalho realizado para obter superávit no CLDF Saúde (Fascal). “Os próximos dois anos também serão de muito trabalho, continuaremos implantando inovações”, adiantou.

Além disso, o parlamentar fez questão de elogiar o papel da oposição no Legislativo: “Toda oposição nos ajuda a crescer e a melhorar, os debates são feitos para melhoria da qualidade de vida da população do DF”.

O deputado Iolando Almeida (PSC), reconduzido para o cargo de primeiro-secretário da Mesa Diretora, falou da “alegria de ver tantos projetos apresentados que fazem diferença para a população do DF”. “Estamos procurando fazer um trabalho justo, honesto e claro. Desejo que possamos fazer a diferença e o melhor nesse próximo biênio”, concluiu.

Reeleito para a segunda-secretaria, o deputado Robério Negreiros (PSD) disse que “a responsabilidade aumenta muito em função da reeleição”: “Darei o meu melhor e corrigirei eventuais falhas”. O parlamentar aproveitou para desejar “um ano melhor para a população, com a retomada da economia e a geração de empregos”.

Novidade na Mesa Diretora, o terceiro-secretário eleito para 2021-2022, Reginaldo Sardinha (Avante), ressaltou que “ter tido a unanimidade dos 24 votos da Casa aumenta muito a responsabilidade”. O distrital adiantou algumas metas para os dois próximos anos: “Quero aproximar as comissões permanentes, para dar mais agilidade e obedecer os prazos regimentais; pretendemos também abrir a Escola do Legislativo (Elegis) para a população do DF”.

Em seu discurso, Sardinha também falou do orgulho por ter estado à frente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nos dois últimos anos. Segundo ele, foram 42 reuniões, em que foram apreciadas 1,5 mil proposições. “No período, apenas sete leis foram declaradas inconstitucionais”, comemorou.

Corregedoria

O corregedor Hermeto (MDB) elogiou a condução dos trabalhos da Mesa Diretora no último biênio: “A população ganha com a continuidade”. Para a corregedoria, o distrital prometeu “imparcialidade e transparência”. “Que eu possa ter a serenidade e a humildade de fazer as coisas segundo a legalidade”, completou.

Ouvidoria

O deputado Delegado Fernando Fernandes (Pros), eleito para comandar a ouvidoria, ressaltou a gratidão “pela confiança depositada”: “Farei o possível para honrar o voto de confiança, dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelo ex-ouvidor e trazer um pouco da experiência da Polícia Civil”.  As informações são do Núcleo de Jornalismo - Câmara Legislativa.

Site Sertanejo top 10

ivansertanejotop10@gmail.com

Fone 61 996952912 Ivan moreno