Nascimento: Daniel Knipel nasceu na cidade de Corumbá, Mato Grosso do Sul, em 28 de setembro de 1917.

Resumo histórico da carreira: 

  1. De Jogador

Iniciou sua carreira no Flamengo em 1944. Tinha o apelido de Yustrich pela semelhança com Juan Elias Yustrich, famoso goleiro argentino que atuava no Boca Júnior. Jogou como goleiro e foi campeão carioca em 1939 e tricampeão nos anos de 1942, 1943 e 1944. Ainda passou pelo Vasco de 1944 a 1945 e pelo América-RJ de 1945 a 1950. A partir daí, passou a atuar como Técnico de Futebol.


Jogou nos seguintes Clubes: 

Flamengo

Vasco da Gama

América - RJ

C:\Users\Casa\Desktop\Flamengo_escudo.svg.png

C:\Users\Casa\Desktop\Vasco-65.png


Principais Títulos

Clube

Competições

Temporadas

C:\Users\Casa\Desktop\Flamengo_escudo.svg.png

Flamengo


Campeonato Carioca 


04


1939, 1942, 1943 e 1944.


  1. De Treinador

Perfil: Muitas vezes era arrogante e tinha um temperamento muito explosivo. Era chamado de ”Homão”, em função da sua alardeada macheza. Tinha 1,82m e porte físico avantajado. Era um Técnico linha dura e não permitia que os atletas sob o seu comando fumassem, que deixassem a barba crescer ou que usassem cabelos compridos. Não tolerava atrasos e falta de empenho nos treinamentos. Sua carreira foi norteada pelo temperamento explosivo e por constantes atritos com jogadores, dirigentes e outras pessoas do meio futebolístico.


No Clube Atlético Mineiro: Na sua 1ª Passagem, no período de 1952 a 1953, foi expulso pelos próprios jogadores, descontentes por verem colegas preteridos e injustiçados pelo Técnico. Em 1968, ao retornar ao Clube, Yustrich deu uma atenção especial ao jovem Dario, “Dadá Maravilha”, jogador promissor oriundo do Rio de Janeiro, que acabou se consagrando no Atlético Mineiro como o maior artilheiro da história do Galo. Ainda no Atlético, Yustrich desentendeu-se com o jogador uruguaio Cincunegui, que era ídolo do clube, porque o jogador retornou das férias com uma semana de atraso. Houve muita discussão e troca de insultos entre ambos. Comentou-se na época que o uruguaio teria apontado um revólver para o treinador. 

No Futebol Clube do Porto de Portugal: Começou levantando o título de Campeão Português em 1956. O Porto não vencia o Campeonato Nacional há 16 anos. Nesse mesmo ano, venceu a Copa de Portugal, fazendo com que o clube ganhasse as duas maiores competições do país no mesmo ano. Mesmo com todo esse sucesso, não tinha a simpatia da maioria de seus comandados, principalmente da estrela do time, o jogador Hernani Silva, ídolo do clube. Após a vitória sobre o Oriental por 5 X 0, Yustrich determinou que os jogadores agradecessem o público pelo apoio vindo das arquibancadas. Hernani foi o único a desobedecer a ordem do treinador, dizendo que não estava ali para alimentar as palhaçadas do Técnico. Isso foi suficiente para uma áspera discussão e troca de socos. No final da temporada, o Técnico foi dispensado.

No Siderúrgica: Chegou ao clube da Cidade de Sabará, interior de Minas Gerais, em 1964. Conquistou o título estadual, acabando naquele ano com a hegemonia dos grandes clubes mineiros. O Siderúrgica tinha sido campeão estadual uma única vez, em 1937.

No C.R. Flamengo: Chegou ao Flamengo em 1970, cercado de grandes expectativas. No mês de fevereiro, pelo torneio de verão, venceu por 6 X 1 o Independente da Argentina, com cinco gols no primeiro tempo. A torcida rubro-negra estava eufórica com o novo comandante.  Durou pouco a lua de mel. A partir daí, foi muito mal. Obteve somente oito vitórias em vinte e cinco partidas. A Diretoria imputou a má fase aos seus métodos rígidos na interação com os jogadores, principalmente com o a zagueiro Brito, craque e campeão mundial, pelo fato do jogador ser fumante. Cansado de ser substituído em quase todas as partidas, o zagueiro ao sair de campo atirou sua camisa suada no Técnico. Yustrich, por seu temperamento intempestivo, acabou mais uma vez sendo demitido.

Maior desafeto: João Saldanha, Técnico da Seleção Brasileira de 1970, foi o principal deles. Motivos não faltavam para essas desavenças. Na preparação para a Copa do Mundo de 1970, a Seleção treinada por João Saldanha fez um jogo treino contra a Seleção Mineira, representada pelo time do Atlético Mineiro e comandada por Yustrich. A Seleção Mineira venceu por 2 X 1. Por baixo da Camisa Vermelha da Seleção de Minas Gerais, propositalmente e cumprindo ordem do Técnico Yustrich, os jogadores usavam a camisa do Galo. No final da partida, mandou os jogadores tirarem a camisa da Seleção Mineira e dar uma volta olímpica com a Camisa do Atlético. O Mineirão quase veio abaixo, com tanta vibração, o que deixou João Saldanha muito furioso. Em outro jogo treino, a Seleção de João Saldanha empatou com o modesto time do Bangu. Yustrch tinha convicção que seria chamado para dirigir o time brasileiro. Passou a fazer duras críticas ao desempenho da Seleção, deixando João Saldanha mais irado. Já dirigindo o Flamengo, Yustrich quase se envolveu numa tragédia. Descontente com as atitudes do treinador desde o episódio de Belo Horizonte e com as críticas sofridas, João Saldanha invadiu a concentração do Flamengo, armado de revólver, para tirar satisfação com Yustrich, que felizmente naquele momento não se encontrava no hotel. Esse gesto veio a público. João Saldanha, que já estava na corda bamba, foi substituído por Zagalo, que se tornou Campeão Mundial no México. Yustrich dirigiu apenas uma vez a Seleção Brasileira, em 1968, jogando contra a Iugoslávia com o time do Atlético Mineiro representando o Brasil, e venceu por de 3 X 2.  Em 1985, encerrou sua carreira, após dirigir o Villa Nova de Nova Lima, Minas Gerais.


Clubes Treinados por Yustrich entre 1948 a 1985:

América 

Atlético 

Villa Nova 

FC Porto 

América

C:\Users\Casa\Desktop\F.C._Porto_logo.png

Minas Gerais

Minas Gerais

Minas Gerais

Portugal

Rio de Janeiro

Uberaba

Vasco 

Bangu

Siderúrgica

Flamengo

Minas Gerais

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Minas Gerais

Rio de Janeiro

Cruzeiro

Corinthians

Paraná

Democrata

Sete de Setembro

C:\Users\Casa\Desktop\corinthians_60x60.png

C:\Users\Casa\Desktop\coritiba_60x60.png

Minas Gerais

São Paulo

Minas Gerais

Minas Gerais

Minas Gerais



Títulos conquistados por Yustrich com Treinador:

Clube

Competições

Temporadas

América Mineiro


Campeonato Mineiro


01


1948

C:\Users\Casa\Desktop\F.C._Porto_logo.png

Porto - Portugal


Campeonato Português


01


1955 e 1956


Taça de Portugal


01


1956

Flamengo


Taça Guanabara


01


1977


Falecimento: Yustrich faleceu na Cidade de Belo Horizonte, em 15 de fevereiro de 1990.


Coluna do Vidal