(crédito: Arquivo pessoal/redes sociais)

Tatiely Cruz, 25 anos, foi morta a tiros. Ela deixa quatro filhos com idades entre 6 e 1 ano. A polícia investiga duas pessoas suspeitas.

O assassinato brutal de Tatiely Cruz, 25 anos, na manhã deste sábado (24/4), em Sobradinho II despertou sentimentos de revolta e medo entre os moradores da região. Na rua onde ela foi morta a tiros, as pessoas definem a jovem como muito “sociável, tranquila”. Ela deixa quatro filhos de seis, cinco, três e um ano.

Tatiely foi morta a duas ruas da casa onde morava com o pai, o cabeleireiro Cícero Paes, 56 anos, e os irmãos. “Estou sem chão. Ninguém merece uma coisa dessas”, resumiu o pai.

De acordo com relato de vizinhos, os tiros foram disparados por volta das 10h40, por pessoas que estavam em um veículo. As balas acertaram a cabeça e o ombro dela. O Correio apurou que duas pessoas são investigadas pela participação no crime.

Após o assassinato, o corpo de Tatiely permaneceu na calçada mais três horas, enquanto a perícia trabalhava na cena para colher provas que levem à prisão e condenação dos culpados.

Os investigadores da 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho II) apuram o crime.

Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/cidades-df/2021/04/4920010-estou-sem-chao-diz-pai-de-jovem-assassinada-em-sobradinho.html

  • #crimes contra a vida #
  • feminicídio #
  • homicídios no DF #
  • mulher assassinada
  • #violência contra a mulher