Arrecadação contou com auxílio do Padre Oclair e de profissionais de saúde

Padre Oclair e Francisco Amud comemoram a doação de cestas básicas. Foto: Luiz Fernando Fernandes

            Mais uma vez os colaboradores do Hospital Regional de Luziânia (HRL) demonstraram solidariedade e preocupação com as pessoas em situação de insegurança alimentar no município de Luziânia Com o auxílio dos profissionais da unidade, foram arrecadadas 20 cestas básicas que serão destinadas aos que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

            A ação também teve participação do Padre Oclair, pároco da comunidade de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, que auxiliou o hospital na entrega das cestas básicas.

            O Padre destacou a importância da ajuda humanitária da comunidade no auxílio a quem mais precisa. “Devemos ajudar o próximo, pois eles são nossos irmãos na fé. É o começo de uma linda iniciativa, espero que colhamos bons frutos no futuro”, afirmou o Pe. Oclair.

           O diretor do Hospital Regional de Luziânia, Francisco Amud, reforçou a importância da união e da solidariedade em momentos difíceis. “Isso só mostra a força que temos aqui dentro do hospital. Essa ação é de grande valor emocional para todos aqui. Queremos não só o bem de nossos pacientes e suas famílias, mas também o bem da comunidade”, explicou.

            No Brasil, a fome tem crescido rapidamente no cenário pandêmico. Dados do Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no contexto da pandemia da Covid-19 no Brasil mostram que em 2020, 19 milhões de brasileiros viviam em situação de fome. Pessoas com uma má alimentação tendem a ter um sistema imunológico mais fraco para combater possíveis doenças, embora este não seja um fator de prevenção para a infecção por Covid-19.

Sobre HRL

O Hospital Regional de Luziânia (HRL) começou a receber os primeiros pacientes com sintomas de Covid-19 no dia 20 de maio de 2020. Vieram transferidos pela central estadual de regulação de vagas do Estado de Goiás. Os leitos são ocupados gradualmente, a partir da avaliação diária e conjunta da direção com a Secretaria Estadual de Saúde.

Estadualizado, após passar oito anos em obras, o HRL foi o primeiro hospital do entorno do Distrito Federal dedicado a tratar pacientes com sintomas respiratórios agudos causados pelo novo coronavírus. Cerca de 1,2 milhão de pessoas, que moram na região, são beneficiadas pelo Hospital Regional de Luziânia.

Assessoria de Comunicação

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br
Luiz Fernando Fernandes (61) 99242-3668 – luizfernando@ecco.inf.br