Sétimo lugar na estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) estadual entre 2010 e 2022, com 22,4% – representando quase três vezes a projeção para o Brasil, de 7,9%. Estes são alguns dos dados publicados sobre o Maranhão pelo G1, levantados em pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da projeção MB Associados.

O levantamento mostra que o Maranhão está entre os dez estados com maior projeção do PIB no país. No ranking do Nordeste, o Maranhão aparece atrás apenas do Piauí, com 34,5%.

Em todo o país, o Mato Grosso ficou em primeiro lugar, com 41,1%. Vale ressaltar que a média do Brasil é de 7,9% – quase três vezes inferior à média do Maranhão.

Já na projeção de crescimento do PIB estadual em 2021, o Maranhão apresenta variação de 3,37% em relação ao ano anterior – é o terceiro estado do Nordeste, atrás apenas do Piauí, com 3,99%, e da Bahia, com 3,49%.

Para o secretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, o destaque positivo do Maranhão nos dois levantamentos reflete os esforços do governador Flávio Dino em garantir investimentos nas áreas da saúde, cultura, educação, comércio, geração de energia, dentre outros.

“Mesmo em período pandêmico, e também enfrentando esta grave crise econômica, o Maranhão segue se destacando pelas ações em prol do desenvolvimento e do crescimento econômico. É assim, por meio da geração de emprego e da garantia de direitos, que iremos prosperar ainda mais”, afirmou Simplício Araújo.

Da redação