Foto: divulgação/PCDF

O nome da escola não foi divulgado.

A Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC) informou, nesta sexta-feira (21), que o local planejado para o ato de grande violência do preso na Operação Shield, era um colégio no Recanto das Emas (DF). O nome da escola não foi divulgado.

A PCDF informou que a Agência de Investigações de Segurança Interna (Homeland Security Investigations ou HSI), em Brasília, produziu informações sobre indivíduos que teriam a intenção de cometer graves atos de violência, incluindo massacres escolares.

A autoridade policial individualizou os suspeitos e representou, na Justiça, pedido de mandado e encontraram um dos suspeitos do planejamento do ataque. O indivíduo, que foi ouvido na delegacia, confessou a pretensão de realizar os atos de grave violência.

O Delegado-adjunto da DRCC, Dário de Freitas, destaca que a cooperação policial internacional foi fundamental na neutralização de uma tragédia.

“Trata-se de um excelente exemplo de colaboração entre os países envolvidos (EUA e Brasil), o Laboratório de Inteligência Cibernética (SEOPI) e a PCDF”, afirmou o delegado.

A Agência de Investigação de Segurança Interna (Homeland Security Investigations), a Coordenação do Laboratório de Inteligência Cibernética do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a Divisão de Inteligência Policial (DIPO) e a Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos – (DRCC) também participaram da ação.

Fonte site: https://jornaldebrasilia.com.br/brasilia/escola-em-recanto-das-emas-seria-alvo-de-atentado