Mulher morre de Covid-19 após voltar de ato pró-Bolsonaro em Brasília
Em imagens publicadas nas redes sociais no dia do ato pró-Bolsonaro, 15 de maio, servidora aparece sem máscara.
Uma servidora aposentada do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) morreu vítima de Covid-19 poucos dias depois de retornar de Brasília, onde participou das manifestações em apoio a Jair Bolsonaro (sem partido) no último dia 15 de maio. As informações são do RDNews.
Jane Toniazzo morava em Campo Novo do Parecis, a 391 km de Cuiabá, e foi até Brasília com os filhos em um ônibus pago pelo Sindicato Rural do município, em 13 de maio. A viagem também foi patrocinada pela Aprosoja e incentivada pelo prefeito Rafael Machado e pelo vice Toninho Brolio, os dois do PSL.
Em imagens publicadas nas redes sociais no dia do ato pró-Bolsonaro, sábado, 15 de maio, a servidora aparece sem máscara (ela está à direita do homem com máscara do Grêmio na imagem em destaque).
Nas redes sociais, Jane Toniazzo defendia o kit Covid, que conta com medicamentos sem eficácia comprovada contra a doença causada pelo coronavírus, e atacava adversários políticos de Bolsonaro.
conteudo patrocinado
Segundo o RDNews, há relatos de participantes do Movimento Brasil Verde e Amarelo de outros municípios de MT infectados pelo vírus após retornarem da manifestação.
Veja imagens da manifestação:
“Lamentamos as mortes por Covid-19, como lamentamos as demais mortes pelo Brasil. Temos que enfrentar, não podemos nos esconder debaixo da cama. Já estão dizendo que virá a terceira onda… A vida continua. Já se fala em terceira onda, teremos quarta, quinta e infinitas ondas. 
O brasileiro é forte”, disse.
Bolsonaro terminou o discurso com seu slogan de campanha, “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”. Após bradar as últimas palavras, o Hino Nacional foi tocado, e a multidão rezou o Pai Nosso.

Da redação com Fonte: Metrópoles e site: https://www.apoliticaeopoder.com.br/2021/05/mulher-morre-de-covid-19-apos-voltar-de.html