A ação conjunta dos órgãos do Governo do Distrito Federal visa reprimir os crimes violentos, como homicídio e roubos.

Na noite de sexta-feira (21) e durante a madrugada deste sábado (22), a Polícia Militar do DF coordenou a Operação Quinto Mandamento nas ruas de Ceilândia. A ação conjunta dos órgãos do Governo do Distrito Federal visa reprimir os crimes violentos, como homicídio, tráfico de drogas e roubos.

Na operação, foram apreendidas três armas de fogo (um revólver calibre 32, uma pistola 9 mm e outra 380), 38 cartuchos de munição, duas porções de haxixe, oito de cocaína e oito de maconha

Durante a Quinto Mandamento, os policiais abordaram 553 pessoas e 220 veículos. Sete motoristas foram autuados por dirigirem sob efeito de álcool e 17 notificados por diversas infrações de trânsito.

O DF Legal autuou 17 estabelecimentos por descumprirem as medidas sanitárias de combate à pandemia de covid-19. Um deles foi interditado. O órgão aplicou R$ 53 mil, em multas.

De acordo com o chefe do Departamento Operacional (DOP), o coronel Jorge Eduardo Naime, a PM mapeou as áreas mais suscetíveis à prática de delitos. “Nosso objetivo é garantir a segurança dos moradores de Ceilândia e inibir os crimes”, resumiu.

A PM empregou os militares dos dois batalhões da cidade (8º e 10º), Rotam, Batalhão de Policiamento com Cães (BPCães), Batalhão de Trânsito (BPTran) e Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRV).

Além da PM, participaram do reforço na segurança a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros, o DF Legal, DER e Subsecretaria de Operações Integradas. Ao todo, foram empregados mais de cem servidores e 43 viaturas.

Os policiais do BPRV apreenderam a pistola 9 mm depois de abordarem uma camionete na rodovia Estrutural. A arma estava na cintura do motorista. Ele não tinha o registro do armamento e ainda dirigia embriagado. Ele foi autuado em flagrante e conduzido à 12ª Delegacia de Polícia.

Da redação do Portal do Blog do Carlindo Medeiros, com informações da PMDF