Preocupados com a queda no estoque devido à pandemia, voluntários da CEB Holding e da CEB Ipes realizaram, nesta sexta-feira (18), o ato solidário


Um gesto rápido e solidário capaz de salvar a vida de até quatro pessoas. É esse o poder que possui um doador de sangue. Motivado pela vontade de fazer o bem ao próximo, um grupo de funcionários da CEB foi ao Hemocentro de Brasília, nesta sexta-feira (18). Ao todo, 17 pessoas demonstraram interesse em realizar a doação de sangue e, após a triagem, oito efetivamente puderam contribuir.

Foto: Divulgação CEB Ipes
O grupo de servidores da CEB Ipes resolveu aderir ao ato solidário de doar sangue para ajudar a repor os estoques da Fundação Hemocentro de Brasília | Foto: Gilberto Alves/CEB Ipes

Segundo o Hemocentro, os estoques de sangue diminuíram consideravelmente devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. Com intuito de ajudar a manter a coleta em níveis adequados, a assistente-administrativo da Ouvidoria da CEB Ipes, Deuzimar Costa, fez a sua doação pela primeira vez. “Imaginei que com a situação da covid-19, a quantidade de doadores reduziu, mas salvar vidas está acima de tudo e por isso eu vim”, disse Deuzimar.

Doador há muitos anos, o superintendente de Contabilidade da CEB Holding, Brás Borges Teodoro, aproveitou a Campanha da CEB para realizar mais uma doação. “Sempre que surge uma oportunidade, como essa promovida pela Companhia, eu venho doar. Cabe a todos nós fazer essa boa ação que é fácil, de graça e tão importante para o próximo”, declarou.

Procedimento

Uma pessoa doa entre 410 ml e 454 ml de sangue e vale destacar que, em cerca de um dia, o organismo já repõe a quantidade de sangue que foi retirada. Todos os materiais usados no procedimento são descartáveis e mesmo com as restrições de distanciamento, o processo de doar sangue é seguro.

De acordo com uma divulgação feita pelo Hemocentro de Brasília nessa quinta-feira (17), o estoque de sangue O negativo está em estado crítico. Ao saber dessa informação, o contador da CEB Holding, Stênio Schneider Rocha, que possui este tipo sanguíneo, aderiu ao grupo de voluntários da CEB. “Fazia um tempo que eu não doava e quando eu ouvi que meu tipo sanguíneo estava em falta, uni a vontade com a necessidade de ajudar. É um procedimento muito tranquilo, que vale muito a pena”, disse.

A CEB, por meio do grupo de voluntários cebianos intitulados Sangue Bom convida a população do Distrito Federal para que também faça esse gesto de solidariedade capaz de salvar vidas.

Seja um doador

Para doar sangue, há alguns requisitos básicos. A pessoa deve estar em boas condições de saúde e alimentada, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg e levar documento de identidade original com foto recente. É preciso evitar a ingestão de alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e respeitar o prazo de 12 horas para o caso de bebidas alcoólicas. Se estiver com sintomas de gripe ou resfriado, ou tiver tomado vacina recentemente, não deve doar temporariamente. Agende a sua doação no site da Fundação Hemocentro de Brasília.