Anúncio foi feito pelo presidente da legenda, Roberto Jefferson
O presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, informou nesta quinta-feira (17) que a legenda expulsou a deputada federal Luísa Canziani (PR) de seus quadros. 
A parlamentar é acusada de tentar gravar secretamente uma reunião ministerial para exibição em um programa da TV Globo.
– Gravar secretamente um ministro de Estado é uma falta gravíssima. 
Essa turma que veio do jovairismo não tem limites. Reprovamos a conduta da deputada Luísa Canziani, que está expulsa do PTB – escreveu Jefferson em seu Twitter.
O presidente da legenda também compartilhou um tuíte feito pela deputada em abril, no qual ela critica o partido e o compara a uma “seita”. Na publicação, Jefferson afirma que a parlamentar já não seguia as diretrizes da legenda há tempos.
– A deputada Luísa Canziani há muito tempo não segue as diretrizes do partido. Nesse tuíte de abril, ela dizia que o PTB virou uma “seita”
Nós rompemos com a deputada desde então e não temos nenhuma responsabilidade pelos atos dela. 
O partido de Luísa Canziani é ela mesma – completou Jefferson.
De acordo com o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Luísa Canziani foi flagrada com um microfone da TV Globo durante uma reunião com o ministro da Educação, Milton Ribeiro. Luísa é relatora da proposta que prevê a regulamentação do homeschooling no Brasil, pauta da reunião. 
Procuradas, tanto a deputada quanto a Globo não comentaram as acusações.