Filha sobre boa reação de Iris Rezende a cirurgia: “Melhor notícia!”

Ex-governador de Goiás, Iris Rezende passou mal e foi internado à pressas na sexta (6/8). Ele sofreu AVC hemorrágico e teve que ser operado
Goiânia – A família do ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia Iris Rezende Machado (MDB), de 87 anos, comemorou, na manhã deste sábado (7/8) o que consideram uma boa reação dele à cirurgia feita na tarde da última sexta (6/8) para drenar um sangramento no crânio. 
O político sofreu um acidente vascular cerebral hemorrágico (AVCH) e teve que ser operado às pressas na capital goiana.
“O médico fez testes com ele. [Meu pai] mexeu pés e mãos. Ele apertou a mão do médico. 
É um excelente sinal de que pode não ter sequela nenhuma. Foi a melhor notícia que recebi hoje!”, disse a filha de Iris, a médica Adriana Rezende, após sair da visita ao pai na unidade de terapia intensiva (UTI) do Instituto de Neurologia de Goiânia.
De acordo com boletim divulgado neste sábado, o estado de saúde dele continua “crítico, após procedimento para retirada de hematoma intracerebral”, informa. 
A nota esclarece ainda que o político segue em coma induzido e sob ventilação mecânica (intubado).
“Realizou controle tomográfico pela manhã. 
Funções de outros órgãos normais. Sem outras complicações. Sem previsão de alta”, arremata o boletim assinado pelos médicos Valter da Costa, Sebastião Eurico Melo Souza, Joaquim da Costa, César Leite Sant’anna, Marco Aurélio F. Borges e Adriana Cavalcante.


Familiares e assessores de Iris Rezende aguardam notícias na porta do hospital em GoiâniaVinícius Schmidt/Metrópoles

Iris Rezende (MDB), ex-governador de Goiás e ex-prefeito de GoiâniaDivulgação/Prefeitura de Goiânia

Iris Rezende (MDB), ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia Divulgação/Prefeitura de Goiânia
Crítico
Apesar da avaliação indicar uma situação delicada, Adriana Rezende explica que essa posição é normal para o momento e relacionada com um paciente que passou por um procedimento cirúrgico como o enfrentado pelo pai. “Todo paciente em UTI está em estado crítico.
 Ele fez procedimento invasivo, no cérebro, por isso está crítico”, explicou a médica.
De acordo com ela, Iris segue intubado pela necessidade de que se mantenha o cérebro em repouso na fase atual, que é de recuperação após a cirurgia. 
“A notícia boa é que muitas vezes ocorre um novo sangramento após um procedimento como esse, pois ele [Iris] usa anticoagulante. Isso não ocorreu. 
Ele está evoluindo bem”, acrescentou Adriana Rezende.
A filha do ex-governador disse que a equipe médica informou a ela que a carga de drogas está sendo diminuída para testar a reação de Iris e possibilitar que ele vá recuperando a consciência. “Até o fim da tarde, eles vão repetir a tomografia”, explicou. 
De acordo com ela, a depender da reação do pai, ele pode ser extubado ainda hoje.
A filha do político disse que ele iniciou a rotina normalmente na sexta-feira. Foi para o escritório acompanhado por uma das filhas, Ana Paula. No entanto, ele começou a apresentar letargia e a reclamar de dor de cabeça. “Achamos estranho, pois ele não sente dor de cabeça”.
Iris Rezende foi levado pelas filhas para o hospital para uma avaliação. 
Dentro do carro, ele começou a vomitar. 
Chegou na unidade de saúde consciente, mas teria sofrido uma convulsão ao dar entrada. 
Ele foi atendido rapidamente e a equipe médica decidiu pela cirurgia para retirada do sangramento ainda na tarde de sexta.
De acordo com Adriana Rezende, o fato do pai ser saudável e fazer atividades físicas constantemente são favoráveis a ele. 
“Ele é muito saudável, tem o coração bom, o pulmão bom.
A saúde de base ajuda muito nas intercorrências. Trata-se de uma pessoa que se alimenta bem e é disciplinada”, acrescentou.
De toda maneira, ela disse que só poderá ser indicado sobre sequelas posteriormente. “O cérebro ainda tem que que desinchar. Mas as perspectivas são boas pela região onde foi o coágulo”, concluiu.
Carreira
Iris encerrou a carreira política em dezembro de 2020, ao concluir o quarto mandato como prefeito de Goiânia. Por mais de seis décadas, ele atuou na vida pública.
De líder estudantil, no fim do anos 1950, a ministro da Agricultura no governo Sarney e da Justiça, no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Iris foi, além de prefeito de Goiânia, deputado estadual, governador de Goiás e senador.
Iris foi aliado histórico de Maguito Vilela, prefeito eleito de Goiânia, na última eleição, e vitimado pela Covid-19 em janeiro deste ano.