Em um novo cenário, Conselho de Desenvolvimento do DF, agora é Nacional.

Helio Rosa e o Presidente Eugênio Piedade discutindo a implantação do CDN | Foto: CDDF
Entendimentos amadurecem entre o idealizador do Conselho de Desenvolvimento do DF, Eugênio Piedade, e o vice Helio Rosa, que agora será o Presidente Nacional
Com apenas 2 anos de sua criação, com muita dedicação e influencia de Eugênio Piedade e conselheiros que compõem o quadro do CDDF, fez-se diante do seu crescimento e dos grandes serviços e projetos de capacitação executados para a população do DF, a nacionalização do Conselho de Desenvolvimento do DF-CDDF, o qual agora passa a ser Nacional-CDN.
Em reunião na residencia do idealizador do Conselho de Desenvolvimento do DF-CDDF, Eugênio Piedade, e seu vice presidente Helio Rosa, sentindo que a expansão do Conselho seria inevitável, decidiram da criação do Conselho de Desenvolvimento Nacional e que sera presidido pelo jornalista e MBA em Administração Pública, Hélio Rosa, atual vice presidente.
O presidente Eugênio Piedade continuará presidente do CDDF e também será o Presidente de Honra do CDN.
Fotos da criação do CDDF:

 

Fotos da composição atual:

 

  

“Hoje contamos com 64 conselhos locais distribuídos em todas as Regiões Administrativas do DF, sem contar com algumas cidades do entorno, e por esse motivo chegou a vez de apresentarmos  aos vários cantos do Brasil este excelente projeto que é o #CDDF SEMPRE”, Eugênio Piedade.

No regimento interno do Conselho de Desenvolvimento do DF (CDDF) está incluída a construção do Conselho de Desenvolvimento Nacional (CDN) que se estruturará pelas regiões territoriais do Brasil. O empresário e idealizador Eugênio Piedade solidificou uma parceria com o jornalista e MBA em Administração Pública, Hélio Rosa, para que cuidasse da área técnica deste instrumento social de desenvolvimento.

O presidente do CDDF, Eugênio Piedade, responsável pela articulação institucional e a mobilização social, e Helio Rosa como vice-presidente responsável pela estruturação técnica de organização e planejamento dos projetos como propostas de políticas públicas de gestão compartilhada da sociedade civil e do Governo do Distrito Federal.

Devido o sucesso dos projetos de inovação que fortalecem a economia criativa, colaborativa e circular, os quais valorizam o ser humano como empreendedor, através de capacitação, e destacam as características peculiares das cidades para o turismo criativo, despertou o interesse de alguns prefeitos e governadores que fizeram convites para a implementação deste instrumento de desenvolvimento em seus territórios.

O Conselho de Desenvolvimento, de acordo com o Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil – Lei 13.019/2014, é um PMIS (Procedimento de Manifestação de Interesse Social) que se origina da sociedade civil como um instrumento de apoio às políticas públicas governamentais.

Manifestação de Interesse Social – PMIS

Procedimento de Manifestação de Interesse Social – PMIS está previsto no Art. 18 da Lei nº 13.019/2014 e é o instrumento criado pela nova lei para incentivar a participação da sociedade civil, dos movimentos sociais e dos cidadãos por meio da apresentação de propostas ao Poder Público para que este avalie a conveniência de realizar um chamamento público, ou seja, consiste na manifestação de propostas de projetos de mudança social enviadas à Administração contendo as seguintes informações:

  • Identificação do autor;
  • indicação do interesse público envolvido;
  • diagnóstico da realidade que se quer modificar, aprimorar ou desenvolver;
  • quando possível, indicação da viabilidade, dos custos, dos benefícios e dos prazos de execução.

“Fico muito honrado em ver um embrião tomando forma e corpo para o fortalecimento do indivíduo como agente transformador da sociedade, onde o Conselho de Desenvolvimento pode até ter nascido por mim, mas que agora é de todos os brasileiros”, comentou o presidente do CDDF, Eugênio Piedade

“O empresário e Presidente do CDDF, Eugênio Piedade, será o Presidente de Honra do CDN e, em qualquer parte deste país o seu nome será sempre lembrado, como o idealizador deste magnifico projeto, enfatizou o presidente do CDN, Helio Rosa

Segundo Helio Rosa, o CDN iniciará suas ações pelas regiões centro-oeste, nordeste, norte, sudeste e sul respectivamente

Os projetos do CDDF executados e em execução

5 PASSOS PARA O DESENVOLVIMENTO

O 05 Passos para o Desenvolvimento, tem a parceria com o Instituto Lumiart e executado pela Secretaria de Estado de Turismo do Distrito Federal, que já capacitou na primeira fase 318 empreendedores sociais em 14 Regiões Administrativas do DF, e agora na segunda fase está capacitando mais 300 em 18 Regiões Administrativas, com os temas de economia criativa, turismo, terceiro setor e elaboração de projetos.

SUPER EMPREENDEDORES

O Super Empreendedores, tem a parceria com o Instituto Lumiart e executado pela Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania do DF, que capacitou na primeira fase 40 alunos de escolas públicas do Itapoã e Sol Nascente/Pôr do Sol, para o empreendedorismo inovador, fortalecendo os 40 projetos de negócios desses alunos. Agora, na segunda fase capacitará mais 40 alunos que possuem ideias de negócios para a criação de startup´s.

MEGA PACOTE DE COMBATE AO COVID-19

O Mega Pacote do Covid-19, tem a parceria com o Instituto Lumiart e executado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do DF, que está capacitando na primeira fase 50 empreendedores culturais que recebem mentorias para o fortalecimento de suas atividades como profissionais de cultura neste período de pandemia.

REDUZIR DESPERDÍCIOS

O Reduzir Desperdícios, tem a parceria com o Instituto Futuro e Ação, e executado através da Secretaria de Estado do Trabalho do DF, que vai capacitar 100 multiplicadores para o empreendedorismo circular, orientando os condomínios à redução de desperdícios de água, energia e resíduos, e à parceria com empresas e prestadores de serviços destas áreas para a geração de renda.

JOVEM EMPREENDEDOR FINTECH

O Jovem Empreendedor Fintech, tem a parceria com o Instituto Futuro e Ação, e executado, através da Secretaria de Estado do Trabalho do DF, que vai capacitar 300 jovens no empreendedorismo colaborativo, promovendo parcerias com plataforma digitais fintech´s para a geração de trabalho e renda, assim como a criação de startup´s para o mercado financeiro tecnológico.

AQUAPONÍA

Tocador de vídeo
00:00
00:49

O projeto Aquaponia, tem a parceria com o Instituto Stractus e será executado através da Secretaria de Agricultura, tem como objetivo promover uma nova forma de cultivo cítrico de hortaliças, providenciando condições favoráveis para a agricultura de forma acessível e propondo levar uma metodologia simples e escalonável de cultivo de hortaliças para as comunidades e zonas rurais no intento de prover qualidade de vida por meio de uma solução de cultivo prático.

JOVEM MEI DIGITAL

Tocador de vídeo
00:00
00:41

O Jovem Mei Digital, tem a parceria com o Instituto Lumiart e executado através da Secretaria de Ciência e Tecnologia do DF, estima capacitar 600 jovens para o mercado econômico por meio do micro empreendedorismo digital, objetivando a construção de sua autonomia econômica com o desenvolvimento de pequenos negócios na web,  estima-se que serão aproximadamente, cerca de 4.800 participantes dos workshops, totalizando aproximadamente 5.400 pessoas beneficiadas diretamente.

BATE PAPO 3º SETOR

Tocador de vídeo
00:00
01:00

O projeto Bate Papo do 3º Setor tem a parceria com o Instituto Lumiart e através da Secretaria de Estado do Trabalho do DF, seu público alvo é simpatizantes do terceiro setor e visa realizar um conjunto de oficinas de capacitação ao terceiro setor, trazendo instruções de como se profissionalizar na construção, implantação e execução de projetos culturais e sociais, visando uma consolidação de profissionais que já operam neste mercado e capacitará 200 participantes

SALVANDO PETS

O Projeto Salvando Pets, tem a parceria com o Instituto Stractus e será executado através da Secretaria do Meio Ambiente e tem com o objetivo implementar um conjunto de ações de resgate, cuidados e incentivo ao suporte dos animais abandonados como mapear as regiões com presença de animais abandonados em regiões administrativas do DF, incentivar a adoção de animais resgatados por meio de castração e vacinação.

QUALIDADE DA GESTÃO PÚBLICA NO ÓRGÃO MUNICIPAL

Tocador de vídeo
00:00
00:54

Esta capacitação tem a parceria com a OMNI Instituto de Desenvolvimento social e será executado em órgãos municipais e GDF e visa parcerias com entidades que atuam em conjunto com o governo,  notadamente partidos políticos, necessitam manter  uma constante comunicação formal com o ente  governamental, com os órgãos de controle e ministério público, além da sociedade civil, condizente não somente com seus valores e forma de existir, mas também respeitosa ao código social  vigente, sempre visando transformar a cultura e promover o bem comum.

Tem elaborado um conteúdo formativo que apresenta o conceito de  Compliance (Integridade, Conformidade) e a sua relevância no Brasil e no  mundo. Relacionando o tema Compliance com ética e integridade e como  isso deve acontecer no ambiente corporativo, fornecendo subsídios para que  o participante possa atuar como um agente de disseminação da cultura de  integridade na sua prefeitura e na comunidade a que faz parte, como exemplo e ponto de referência comunitário de moralidade, probidade e eficiência. 

São projetos que agora serão levados para o Brasil a fora. O presidente Nacional Helio Rosa, comenta que os estados do Goiás, Maranhão e Amazonas já estão em processo de construção de parcerias para a implementação de conselhos de desenvolvimento regionais e locais que executarão esses projetos, através do Consórcio Nacional de Valorização ao Desenvolvimento (CONVIDA), órgão do Conselho de Desenvolvimento que integra as Organizações da Sociedade Civil – OSC´s.

Galeria de Fotos

Com Informações do Jornalista Edimilson Carvalho/EGnews